11/05

A próxima “Terça Classica” com o trio de sopros DZenCana

Boas Novas

Agora um evento mensal

O bistrô mais francês da capital mineira já inovou ao ter convidado várias vezes formações de música clássica, passando a ser o único restaurante oferecendo concertos de música de câmara em Belo Horizonte. Agora as “Terças Clássicas” se tornam regulares e mensais. Inauguramos o programa, no dia 22 de maio, com o Trio d’Anches DZenCana.

Trio d’Anches DZenCana é um trio de instrumentos de sopro, composto por oboé, clarinete e fagote. O termo, que significa trio de palhetas, remete ao fagotista Francês Fernand Oubradous, o qual fundou o trio D’anches Paris em 1927. A partir de então, importantes compositores se interessaram a escrever para esta formação, como foi o caso de Jacques Ibert, Darius Milhaud, Albert Roussel, Florent Schmitt, Bohuslav Martinu, levando essa formação a se tornar a mais importante combinação camerística entre os instrumentos de madeira. Israel Muniz, Marcus Julius Lander e Victor Araújo são membros da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais e possuem paralelamente um intensivo trabalho camerístico em prol da democratização da música clássica.

No programa: Franz Schubert, franceses e…  brasileiros!

As escolhas do Trio d´Anches DZenCana para sua estreia no Au Bon Vivant mesclam o clássico romântico, com Franz Schubert, o francês moderna com Jacques Ibert e Darius Milhaud, e dois compositores brasileiros contemporâneos: Severino Araújo e Eduardo Camenietzki. Não conhece? Mais um motivo para vir conhecer!

Jacques Ibert (1890 – 1962)

Cinq Pieces en Trio

Franz Schubert (1797 – 1828)

String Trio D 471

Severino Araújo (1917 – 2012)

Um Chorinho em Aldeia – Arranjo Prof. Fernando Silveira

Darius Milhaud (1892 – 1974)

Pastorale Op. 147

Ludwig van Beethoben (1770 – 1827)

Sonata ao Luar Op. 27 N.2 – Adagio Sostenuto

Johann Sebastian Bach (1685 – 1750)

Ária da Quarta Corda BWV 1068 – Arranjo Matteo Dal Maso

Eduardo Camenietzki (1957 -)

Lundú a Três

Georges Bizet (1838 – 1875)

Ópera Carmen – Canção do Toreador;

Georges Auric (1899 – 1983)

Trio D’Anches

Informações práticas

O restaurante abre as portas às 19h30 e o inicio do concerto é previsto as 20hoo. O couvert artístico é de R$ 30,00 por pessoa, podendo ser pago na hora do show. Porém, as “terças clássicas” costumam lotar com antecedência e a maioria dos nossos “aficionados” preferem reservar. As reservas podem ser feitas por telefone, e também através do Sympla: https://bit.ly/2wGSWlJ

Durante o concerto, o restaurante funcionará com seu cardápio normal.

Comentários (1)

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  1. Maria Helena Garcia Martins disse:

    Interessante. Vou conferir .

TAGS

Amuse Bouche - Au Bon Vivant - bolinho francês - bordeaux - cannelé - Cardápio novo - carne de rã - Chef - culinária - culinária francesa - entender os rótulos dos vinhos franceses - ervas - Ervas Dei Falci - escargot - foie gras - gastronomia francesa - harmonização - novo cardápio - - receita - receita de steak tartare - Silvana Watel - sopa de cebola - sopa de cebola francesa - sopa de cebola original - steak tartare - Taça de vinho - terroir - trufas - Vinho - vinho tinto com peixe - vinhos - vinhos franceses

Posts relacionados

Amuse Bouche
Como chegar